Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Quem começa na vida de freelancer já se pergunta quanto cobrar por hora freela. Afinal, clientes sempre querem saber rapidamente os custos do serviço e na hora de responder bate o medo ou a insegurança, não é mesmo?

Então, será que você está cobrando demais ou perdendo dinheiro? E se cobrar o que considera justo e o cliente encontrar alguém que cobre metade?

O processo de precificação freelancer não é tão simples a ponto de poder dizer rapidamente quanto custa a hora. Isso porque quem deve decidir esse valor é o próprio freelancer, levando em consideração uma série de fatores.

Hoje trouxemos algumas dicas para saber quanto cobrar por hora freela. Por outro lado, caso você tenha decidido pular este artigo e ir direto para uma calculadora freelancer, temos informações úteis também.

Mais adiante, falaremos sobre alguns cuidados na hora de usar essa ferramenta.

Quanto cobrar por hora freela: fatores que influenciam

Em primeiro lugar, assim como a precificação de qualquer produto, você não pode decidir o valor de seus serviços porque acha que merece X valor, o cliente sugeriu o preço ou seu amigo freelancer cobrou isso, ok?

É ideal considerar tudo que está envolvido no processo antes de cobrar qualquer coisa. Por isso, aproveite nossas dicas para criar um questionário que será aplicado ao cliente.

Assim, você consegue definir um preço baseado na maior quantidade possível de informações.

1. Experiência do profissional

Quem nunca viu uma empresa vendendo serviços e se considerando especialista por ter mais de 10 anos no mercado?

Se isso é válido para uma organização, que pode mudar seu quadro de funcionários a qualquer momento, imagine para um freelancer.

Quanto mais tempo de mercado e especializações você tiver, mais fácil será cobrar um valor alto.

Pesquise qual seria o salário para um profissional CLT com seu nível de especialização. Por exemplo, quem acabou de começar pode conferir o valor mensal de um auxiliar de marketing, enquanto um profissional com anos de carreira receberia o equivalente a um analista sênior.

Valorize-se de acordo para evitar que seu cliente pague menos por um serviço excelente ou espere demais de um serviço básico.

2. Tempo de desenvolvimento do trabalho

Quantas horas você passará desenvolvendo o projeto? Uma vez que o erro de muitos iniciantes é não saber quanto tempo levam para concluir uma tarefa, você pode fazer alguns testes e se cronometrar.

Com o tempo, o profissional freelancer começa a entender suas etapas. No entanto, ainda é importante parar e refletir antes de definir quanto cobrar por hora freela, especialmente se o cliente não tiver passado todos os detalhes.

Caso contrário, você acabará perdendo dinheiro.

3. Custos envolvidos

Você precisará usar alguma ferramenta paga para o trabalho? Por exemplo, um banco de imagens, um freelancer terceirizado para te ajudar, um software com mais funcionalidades? Se sim, inclua os custos no valor final para não perder sua margem de lucros.

Não se esqueça de calcular a quantidade de água, energia e até o aluguel que gasta para trabalhar em casa.

Esses valores devem ser rateados entre os jobs para garantir que seu trabalho pague o custo mínimo de sobrevivência como freela.

4. Valor cobrado pela concorrência

A concorrência importa no mundo freelancer, mas também é relevante saber identificar com quem está “competindo”. Para isso, analise fatores que mencionamos, como a experiência e os valores cobrados por eles. Além disso, profissionais em diferentes regiões do Brasil possuem diferentes preços.

Então, na hora de pesquisar concorrentes, tente “nichá-los” de acordo com sua experiência, sua complexidade de trabalhos realizados e sua região. Assim, você terá uma expectativa mais realista de preços.

Se o cliente fizer a comparação com outros freelas, você poderá mencionar esses diferenciais e explicar por que escolheu cobrar por hora freela acima ou abaixo da média. Dessa forma, ele pode tomar uma decisão bem informada.

Calculadoras freelancer: use-as com moderação

Se você ainda não souber quanto cobrar, existem as opções de calculadoras freelancer. Elas são sites que usam uma série de perguntas para definir quanto você deveria cobrar por hora freela.

No entanto, elas apresentam uma média de preços e não são muito usadas pelo mercado. Por isso, não se decepcione quando todos os clientes quiserem pagar menos ou os concorrentes cobrarem mais.

Isso porque elas servem como um ponto inicial, mas você também deve considerar os fatores individuais que mencionamos nesse artigo.

Depois de avaliar cuidadosamente seu papel como freela, você será capaz de precificar seu trabalho com mais exatidão e, mais importante ainda, conseguirá evitar perder dinheiro ou clientes.

Deixe um comentário